6-DAY FORENSIC & INTEGRITY ADVANCED PROGRAM

COMBATE À CRIMINALIDADE ECONÓMICO-FINANCEIRA NAS ORGANIZAÇÕES



O que distingue este Programa

Os participantes vão adquirir um conhecimento transdisciplinar e integrado à gestão da prevenção da criminalidade económico-financeira, através da análise das principais áreas e atividades envolvidas na gestão de compliance destes fenómenos, em diferentes setores da indústria.

O programa combina diferentes unidades curriculares que contribuem para uma gestão eficiente e eficaz da prevenção da criminalidade económico-financeira, proporcionando a exposição a contextos de aplicação prática, através de sessões teóricas e práticas que promovem a participação ativa, a reflexão em grupo e a análise de casos de estudo, role play, simulações e debates, de modo a preparar os participantes para situações da sua realidade profissional.

O corpo docente combina académicos e profissionais de referência, com reconhecida experiência na gestão de risco de criminalidade económico-financeira. Adicionalmente contaremos com convidados que partilharão a sua experiência relevante nas áreas em análise.

 

O PROGRAMA AVANÇADO TEM COMO OBJETIVOS

  • Proporcionar um conhecimento integrado e multidisciplinar ao nível da prevenção e deteção da criminalidade económico-financeira, designadamente da fraude, do suborno, da corrupção, do branqueamento de capitais, do financiamento ao terrorismo e riscos associados
  • Conhecer os principais instrumentos normativos nacionais e internacionais
  • Proporcionar um benchmark de modelos e melhores práticas
  • Identificar os instrumentos conceptuais e de intervenção relativos à identificação, gestão e mitigação de risco
  • Habilitar à aplicação dos modelos adequados de análise e avaliação de risco
  • Permitir implementar políticas, processos e procedimentos eficazes e eficientes para a gestão da prevenção e deteção da criminalidade económico-financeira
  • Contribuir para a adoção e implementação das melhores práticas relativas à mitigação do risco regulamentar e legal, fomentando uma cultura de transparência e integridade

 

DESTINATÁRIOS

Executivos e Diretores com responsabilidades e funções ao nível do combate à criminalidade económico-financeira, compliance, auditoria e risco, ou que pretendam vir a desempenhar funções nesta área, designadamente:

  • Órgãos de fiscalização de empresas financeiras e empresas cotadas
  • Empresas de setores regulados
  • Instituições financeiras
  • Empresas, mediadores e agentes de seguros
  • Entidades que exerçam atividade imobiliária
  • Auditores, contabilistas certificados e consultores fiscais
  • Advogados, solicitadores e notários
  • Reguladores e entidades de supervisão e fiscalização

 

Direção

  • Clementina Barroso - Diretora
  • Miguel Trindade Rocha - Diretor Executivo

 

Corpo Docente Previsto


Cristina Vaz Tomé
Francisco Valente Gonçalves
Isabel Faria
João Vicente Ribeiro
José Fontão
Luís Todo Bom
Miguel Trindade Rocha
Nuno Deus
Paulo Saragoça da Matta
Pedro Subtil
Rui Patrício
Sérgio Sá
Susana Lencastre

Candidatura

Realizar Candidatura >

Download Brochura

download

PRÓXIMA EDIÇÃO

Datas a anunciar brevemente

Regime

Laboral
Terça e Quinta-feira: 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30

Duração
42 horas

Investimento

Propina
2.950€ + IVA
Inclui almoços e coffee breaks

Contactos

Admissões
Gestão do Programa


Rita Anjos
Admissões


+351 217 826 100
admissoes.indeg@iscte-iul.pt

ESTRUTURA DO PROGRAMA

  • Estratégia organizacional e corporate governance
  • Gestão de risco e controlo interno
  • Enquadramento legal e regulamentar da criminalidade económico-financeira
  • A corrupção - "modalidades" e questões gerais | As relações entre a corrupção e o branqueamento | Recebimento (e oferecimento) indevido de vantagem, e questões de adequação e usos e costumes | Compliance e responsabilidade das pessoas coletivas | O princípio da confiança e as responsabilidades individuais nas organizações | Roteiro geral da "criminalidade económico-financeira"
  • Ética corporativa
  • Cultura de valores | Temas da ética nas empresas | Mecanismos de reporte
  • Reponsabilidade corporativa
  • Sustentabilidade vs responsabilidade social | Monitorização do desempenho
  • Risco de fraude, tipologias e motivações
  • Avaliação de risco de fraude | Gap analysis face às melhores práticas | Tipologias de fraudes | Triângulo da fraude e perpetradores da fraude | Estudo global e estatísticas
  • Deteção da fraude
  • Controlos internos | Controlos externos | Canal de denúncia (whistleblowing)
  • Investigação da fraude
  • Metodologia de investigações forenses | Mindset de auditor vs. Mindset de investigador | Investigação judicial vs. investigação forense: âmbito, métodos, recursos e resultados | Técnicas de entrevista e profiling
  • Identificação e recuperação de ativos
  • Esquemas em dinheiro | Esquemas sem dinheiro
  • Dimensões da corrupção
  • Principais legislações: Sapin II, Bribery Act 2010, FCPA | Extraterritorialidade | Impacto sobre as organizações | Principais casos de jurisprudência mundiais | Países emergentes vs riscos de corrupção | Estudo países emergentes
  • Sistema preventivo
  • Cartografia dos riscos de corrupção | Código de condutas e canal de ética | Diligência de terceiros | ISO 37 001
  • Prevenção e deteção
  • Auditorias anticorrupção | Mudança organizacional the way of doing business
  • Deveres legais
  • Que fazer quando um caso é identificado | Self-reporting | Qual a resposta legislativa atual em Portugal | Principais lições
  • Sistema preventivo
  • Organizações internacionais | Unidade de informação financeira | Autoridades de supervisão e fiscalização | Entidades obrigadas | Estudo nacional e avaliação do GAFI
  • Prevenção e deteção
  • Abordagem baseada no risco | Políticas, processos e procedimentos | Contrapartes | Atividades e operações
  • Deveres legais
  • Deveres preventivos | Consequências do incumprimento
  • Medidas restritivas
  • Âmbito e teor | Congelamento de bens e recursos económicos | Medidas restritivas do Conselho de Segurança das Nações Unidas | Medidas restritivas da União Europeia | Mecanismos de consulta e aplicação
  • Data Analytics
  • Forensic Data Analytics | eDiscovery
  • Cyber risk
  • Riscos emergentes | Tecnologia forense
  • Avaliação da maturidade do programa de integridade e ética
  • Abordagem metodológica | Cultura, estratégia e estrutura | Processos de prevenção e deteção | Resposta e remediação de incidentes